sábado, 29 de outubro de 2011

UNIR-SE É UM BOM COMEÇO.


UNIR-SE É UM BOM COMEÇO

Hoje é dia de São Judas Tadeu, padroeiro das causas urgentes e impossíveis? Acho que vamos nomea-lo "padroeiro" da Cidade Velha.
Aqui entre nós. São 23,30 de quinta feira 24/10 (ontem). Neste momento a molecada do Beco do Carmo parou de jogar futebol. Tinham começado as 16,00 horas.

Agora jogam não somente na área central da Praça do Carmo, mas defronte do S. Salomão e na porta da Igreja do Carmo, em muitas ocasiões, também.

Jogaram crianças, meninas, adolescentes e adultos. A audácia chegou ao ponto de entrarem no meu pátio 6 (seis) vezes em meia hora para pegar a bola, pouco se importando se eu estava na janela, ou não. Isso não se chama invasão de domicilio?

A vizinha fechou a porta com a grade pois ali também a bola já tinha batido várias vezes. Sua filha teve que levar o carro para o estacionamento antes da hora para evitar danos. E assim fizeram os outros moradores também. É justo isso?

Quem mora em edificio não tem a menor idéia do que é morar em "casa". Não vamos nem falar dos palavrões que ouvimos durante essas peladas, ou do cheiro de mij que temos que suportar. O problema principal hoje, é a defesa do patrimonio: nosso patrimonio, seja ele publico ou privado.

Ninguem tem coragem de reclamar ou de ficar pedindo "socorro' todas as vezes que acontece algo, pois, além do medo de represalias, ja estão se resignando. Fazer Boletim de Ocorrência, nem falar. Dizem: "mas pra que serve?" E não adianta eu explicar que precisa de BO para demonstrar pra PM e GM o aumento da "delinquencia" no bairro.

Pensamos que toda essa audácia que estamos notando seja causada pela segurança que obtiveram os "jogadores" depois que a PM começou a ficar parada na Praça durante o jogo...sem fazer nada contra eles. È possível isso?

Estamos numa área tombada que, ultimamente, parece mais um subúrbio abandonado do que uma área a ser preservada.. O fato da PM ficar olhando o jogo como se isso fosse previsto em lei, enfraquece a nossa luta pelo respeito de áreas comuns e pela preservação e conservação do patrimônio coletivo.

Conforme a Constituição Federal de 1988, é dever de todo cidadão cuidar do patrimônio do país. Como devemos fazer isso, então? A qual orgão devemos pedir providências? A quem mais devemos pedir socorro? O cidadão que paga suas taxas e impostos como deve se comportar? Devemos engolir esse abuso, calados? É, porque de quem pedimos ajuda, em todos estes anos, não conseguimos obter absolutamente nada.

As leis dependem do respeito e da vigilância de todos nós para serem cumpridas. A começar por quem deve cuidar da nossa segurança. O que está acontecendo, porém, demonstra exatamente o contrário: a força quem tem é quem não respeita as leis. Estão nos vencendo pelo cansaço, visto que não obtemos resultado nenhum, apesar das leis em vigor.

Estamos exasperados, ja. Não sabemos mais para onde correr. Nem a PM, nem a GM, nem o MP, nem a Prefeitura deram jeito nisso. A quem recorrer agora? A S. Judas Tadeu ou a alguma macumbeira?

Em amizade

Dulce Rosa de Bacelar Rocque
Presidente CiVViva
http://civviva-cidadevelha-cidadeviva.blogspot.com/
http://www.civvivataichichuan.blogspot.com/

Unir-se é um Bom Começo... Saber Cultivar a União é uma Conquista... Trabalhar em Conjunto é uma Grande Vitória

Nenhum comentário:

Postar um comentário